2 de set de 2013

II BURLESQUIANAS




O Ponto de Cultura Espaço dos Notívagos realiza entre os dias 11 e 15 de setembro a II Burlesquianas Mostra de Teatro. Ao todo serão seis peças de teatro convidadas sendo que a maioria delas conta com a participação de pessoas que fizeram, fazem ou sempre farão parte dos Notívagos Burlescos e estão fora de Botucatu trabalhando e estudando teatro. O evento conta com o apoio da Pizzaria Semião, da Secretaria de Cultura, da Prefeitura Municipal e do Ministério da Cultura através do Programa Cultura Viva.

Nesta segunda edição a mostra traz uma novidade que se ajusta aos bolsos de todos os públicos. O valor do ingresso é o espectador que decide. Pague o quanto puder! Todas as apresentações acontecem no Teatro Municipal Camillo Fernandez Dinucci, com exceção da primeira apresentação, “Os sete batizados de Pedro Malazartes”, que será apresentada na praça do Bosque. Confira a programação:




11 de setembro, 17hs
OS SETE BATIZADOS DE PEDRO MALAZARTES
Grupo Mondó de Bauru
Dizem que os fins justificam os meios... Bom, nesse Espetáculo o “começo” justifica, em muito, os fins. Desde muito pequeno o nosso herói Malazartes, já tinha talento para aprontar artes. A idéia de seus pais, depois de um ano de nascimento do bebê era apenas levá-lo à igreja e realizar seu batizado. Uma tarefa simples para uma família “comum”, o que definitivamente não é o caso desta família. Vocês acreditam que os pais esqueceram o Pedrinho no dia do próprio batizado? Se o dia desses trapalhões começa assim, imaginem só o que vem pela frente. Em “Os Sete Batizados de Pedro Malazartes”, duas contadoras de histórias, através de objetos do cotidiano, e nos “conformes do bom caipirês”, ilustram esse feito inédito, uma criança que é batizada sete vezes num único dia. E é passando por chuva, vinho, tinta, melado, lama e água morninha que Malazartes consegue concluir a saga de seu batizado.
Com Bruna Machado e Bruna Moscatelli




11 de setembro, 20h30min
HISTÓRIAS LÁ DA SERRA
Grupo Anônimos da Arte de Botucatu
A peça conta causos e situações de uma comunidade caipira, na trajetória de toda uma vida, desde a infância até a velhice. A partir disso construindo e desconstruindo, fomos tomando um rumo até o triangulo amoroso dos personagens Tereza, João e Ana que foram a base para mostrar vários outros assuntos como e evolução dos grandes centros, o respeito às diversidades, o amor, o abandono de idosos, as amizades verdadeiras, a importância da família, o folclore regional, a reflexão sobre o tempo, etc.
Com Pedro Cesar,Cinthia Rosso, Jonas Delgado, Jéssica Vidotto, Renan Felix, Mayara Bongiovani, Gabriela Oliveira, Raquel Vaz, Milena Simonétti, Ana Laura Burin, Priscila Rosso, Ronaldo Fogaça, Larissa Salles, Lohane Andrini e Danilo Batista. Direção de Sandra Mezenna.



12 de setembro, 20h30mi
UMA JORNADA DE JOÃO E MARIA
Cia Nóis na Mala de São Paulo
Espetáculo teatral de forma épica que pretende discutir a fome, as contradições brasileiras e ainda trazer à tona arquétipos como a família, o masculino e o feminino. A dramaturgia é coletiva e construída a partir do conto "João e Maria", dos irmãos Grimm. Duas crianças de uma pequena vila do sertão, João e Maria, um dia ouvem uma conversa dos pais acerca do que deveriam fazer diante da falta de comida. A escolha dos pais em abandonar as crianças, na esperança de que tivessem uma melhor sorte em outro lar, leva João e Maria a entrarem em uma jornada cheia de desafios, inimigos e aliados, que os obrigará a fazerem suas próprias escolhas.
            Com Bruno Cordeiro, Danilo Minharro, Carol Tieghi, Priscila Schimit e Ravi Landim, músico-ator. Figurinos de Heidi Monezzi. Direção de Bruno Cordeiro e João Alves.



13 de setembro, 20h30min
AMÉM
Cia Teatral Um e Outro de Araçatuba
Alguém tem procuração para fiscalizar e julgar a vida alheia? Por que ainda se mata em nome de Deus? Será que somos programados para dizer amém? Esses questionamentos gotejam no universo da personagem Clara, uma garota que, criada por um padrasto fundamentalista, viu sua família “azedar”. É careca, tatuada, usa maquiagem escura (de gata) e figurino fashion em tons neutros que deixa seus seios inexpressivos à mostra. Uma aparência pouco provável para quem se apresenta como fundadora de uma nova igreja. Clara abusa do humor crítico, irônico e ácido em sua “pregação”.
Com Laerte Silva Junior. Direção de Laerte Silva Junior e Alexandre Melinsky. Operação de som e projeções: Anselmo Ricardo Silva



14 de setembro, 20h30min
PLACEBO
Companhia Rizomática de São Paulo
            Num mundo devastado, dois seres buscam, através de sua relação, dar sentido à realidade. Envoltos num jogo mútuo de enganação, fecham os olhos para aquilo que mais temem. Mas o que irão optar quando for necessário escolher entre uma mentira reconfortante ou uma cruel realidade?
            Com Gustavo Vieira dos Santos e Juliana Spadot. Texto e direção de Bruno Carboni. Assistência de direção de Regi Ramone. Maquiagem, figurino e cenografia de Simone Kiomi. Sonoplastia de Jomo Faustino. Iluminação de Flávio Morbach Portella e Igor Sully.



15 de setembro, 19hs
ÁRVORE NO DESERTO
Cia Ponte pra Lua de Campinas.
Uma grande cidade, cinza. Controle, manipulação, preconceito e opressão. Seis pessoas como tantas outras, vivendo seus sonhos, desejos, vontades e ações. Seus encontros nas ruas, no crime, e no trabalho. A vida na cidade é abordada na peça que incorpora à linguagem teatral elementos do circo, da dança e da música. A peça retrata a relação dos personagens com diferentes situações em seu cotidiano. A coragem, a liberdade, os relacionamentos são alguns dos temas abordados, de maneira a refletir acerca de acontecimentos comuns ao ser humano.
Com Gabriel Coelho, Ivan Gomes, Katia Moreira, Kuarahy Fellipe, Mimi Tortorella, Murilo Dias e Zuza Bergamasco. Direção Musical e Composições de Murilo Dias. Produção Visual de Aiuri Ribeiro. Preparação Corporal de Zuza Bergamasco. Direção de Kuarahy Fellipe. Espetáculo baseado nos textos de Javier Saez, Lourenço Mutarelli, Harold Pinter, Luís Fonseca, Bertold Brecht e Platão.